Whey protein: benefícios e melhores formas de consumi-lo

Whey protein: benefícios e melhores formas de consumi-lo

Especialista ouvida pela PROTESTE esclarece as principais dúvidas relacionadas ao consumo de whey protein e suas diferentes versões

Qual tipo de whey protein é o mais adequado para a dieta? Como consumi-lo? Quais as vantagens? Essas são apenas algumas das questões mais comuns de quem pretende começar a utilizar o produto. Diante de tantas opções, é necessário entender como o whey age no corpo e de que forma pode ser mais efetivo.

Em entrevista à PROTESTE, a médica Marília Milograna Zaneti, que trabalha com qualidade de vida, performance e emagrecimento, tirou essas e outras dúvidas sobre o tema.

Qual a finalidade do whey protein? Como ele age no organismo?

O whey protein é derivado do soro do leite de vaca. É uma mistura de proteínas facilmente digeridas e absorvidas pelo nosso organismo, que vai atuar nas células musculares favorecendo o ganho de massa muscular.

Quem pode e deve fazer uso desse produto?

Não existem contraindicações para o uso do whey. Qualquer adulto pode utilizá-lo como suplemento alimentar. A indicação é para pessoas que já têm uma alimentação balanceada e desejam aumentar seu aporte de proteínas de boa qualidade.

Também é uma opção para quem não consegue ingerir toda a proteína que necessita, como idosos, pós-bariátricos, ou atletas.

Quem deseja aumentar a massa muscular precisa, necessariamente, consumir whey protein?

Não. No entanto, diversos estudos demonstram benefícios claros que relacionam o ganho de massa muscular ao consumo de whey. Então, visto ser um alimento de alta qualidade, facilmente disponível hoje, que pode ser consumido de diversas formas, acredito ser bem vantajosa a sua utilização.

O uso do whey protein faz engordar?

O whey é um alimento, e portanto, é fonte de calorias. Aqueles que estão em processo de emagrecimento – principalmente se não estiverem com uma dieta orientada por um profissional – devem evitar consumi-lo. Por ser uma fonte a mais de calorias, sua ingestão pode tornar mais difícil alcançar o objetivo.

Para os que estão seguindo uma dieta sob orientação de nutrólogo ou nutricionista, seu uso passa a ser muito benéfico, por se tratar de um alimento de alta qualidade e porque o whey exerce efeitos antioxidantes e metabólicos que comprovadamente ajudam no emagrecimento.

O produto pode ser consumido por quem tem intolerância ao glúten ou à lactose?

É importante estar atento aos rótulos dos produtos. Um whey de qualidade não terá glúten. Para os intolerantes à lactose, o ideal é o whey isolado.

Existem três tipos de whey protein: concentrado, hidrolisado e isolado. Qual a diferença entre eles?

O whey concentrado tem de 29% até 89% da sua composição na forma de whey – o restante geralmente é de carboidratos e/ou gorduras. Isso não é de todo uma desvantagem, pois esses wheys são mais baratos e também mais saborosos. O whey isolado contém mais de 90% da sua formulação na forma de whey puro. Já o hidrolisado, sofre uma alteração química para ficar ainda mais facilmente absorvível.

Para qual tipo de perfil de usuário o whey protein concentrado, hidrolisado ou isolado é o mais indicado? Ou seja, cada um deles é destinado a qual tipo de público?

A grande maioria das pessoas pode escolher um bom whey concentrado para consumo. Ele terá cerca de 20g de proteína por porção – que geralmente é de 30g. O whey isolado é destinado aos intolerantes à lactose. Já o hidrolisado é indicado para aqueles com alergia à proteína do leite de vaca.

Qual a melhor hora do dia para consumir o whey protein? É viável substituir uma refeição por esse produto?

A melhor hora para ingerir o whey é próximo à prática de atividades físicas, ou logo antes ou logo após. Dessa forma, o aproveitamento para a construção muscular será maior.

O whey pode substituir a colação (lanche da manhã), lanche da tarde ou a ceia. Porém, não deve substituir refeições principais como café da manhã, almoço e jantar. Além disso, a ingestão do whey deve ser feita cerca de três horas antes ou depois dessas refeições.

Como saber qual a quantidade correta de whey protein consumir?

Geralmente uma medida de whey por dia é suficiente – que pode ser de 1 ou 2 scoops (copos medida), dependendo do whey. Mas pode variar, sendo consumido somente nos dias de treinos e, para algumas pessoas, pode chegar a se recomendado usar duas medidas por dia.

O whey protein deve ser consumido apenas com água ou é possível misturá-lo com outros alimentos?

O whey pode ser consumido com água ou água de coco e adicionado a frutas – como banana ou abacate amassados. Outra opção é misturá-lo ao leite de vaca, leite de coco, iogurte ou kefir. Também é possível adicioná-lo ao café ou a outras receitas.

Quais cuidados a pessoa deve ter na hora da compra? O que ela deve observar antes de escolher entre uma ou outra marca?

Um bom whey conterá no mínimo 20g de whey por medida. Além disso, como qualquer produto industrializado, são melhores aqueles que contêm menos conservantes, corantes e açúcares. A dica é conferir sempre a lista de ingredientes. Se ela for enorme, prefira outro. Simples assim.

Quais os cuidados que a pessoa deve ter em relação ao uso do suplemento? Quais problemas ele pode trazer, caso seja consumido exageradamente?

É válido fazer um checkup completo com um médico clínico geral ou nutrólogo pelo menos uma vez ao ano. Se a função renal estiver boa, não haverá problemas em consumir whey.

O whey não causa problemas renais, mas pode agravar o problema de quem já tem, caso a quantidade total de proteínas consumida ao longo dia ultrapasse o limite de filtragem do rim.

Fora isso, se consumido numa hora indevida, ou numa quantidade maior, pode não trazer todos os benefícios que poderia, e o consumidor estará jogando dinheiro fora.

Além disso, com os resultados do teste abaixo, você vai saber se pode confiar nas marcas analisadas, pois em cada uma, alertamos se as quantidades de proteínas e carboidratos estão superiores ou inferiores ao informado nos rótulos.

Ainda não conhece a PROTESTE? Clique aqui e entenda como ajudamos o consumidor a defender seus direitos.