Setembro vermelho: mantenha a saúde do coração em dia!

Setembro vermelho: mantenha a saúde do coração em dia!

Doenças cardíacas são as que mais matam no mundo, mas com hábitos saudáveis é possível reduzir os riscos; saiba mais!

Hipertensão, infarto, insuficiência cardíaca e acidente vascular cerebral (AVC) estão entre as doenças que mais causam mortes em todo o mundo. Além disso, enfermidades que comprometem a saúde do coração são responsáveis por internações, cirurgias e outros tratamentos, muitas vezes de grande complexidade. 

No entanto, a boa notícia é que a adoção de hábitos saudáveis é um dos principais fatores determinantes para a redução do risco de doenças cardíacas.”A maioria da população desconhece que cerca de 80% das cardiopatias podem ser evitadas com pequenas mudanças de hábitos”, afirma Bárbara Guerra, especialista da PROTESTE.

Segundo ela, hábitos saudáveis, são essenciais para afastar o risco: não fumar, praticar exercícios, ter uma dieta equilibrada e evitar o consumo de drogas. Além disso, exames preventivos são muito importantes. “Aos 30 anos, geralmente co-

meçam os check-ups cardíacos, mas pessoas com histórico familiar de problemas no coração devem iniciar antes”, alerta Bárbara.

Conheça a campanha Setembro Vermelho

As doenças cardíacas são a primeira causa de morte no mundo. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), 17,5 milhões de pessoas perdem a vida todos os anos por causa de problemas no coração. 

Esse número representa o dobro de mortes por todos os tipos de câncer juntos; seis vezes mais que todos os vírus, incluindo o da AIDS; e três vezes mais que todas as causas externas, como acidentes e violência.

No Brasil, até o início de setembro (2020), o cardiômetro, da Sociedade Brasileira de Cardiologia, já contabilizava mais de 272 mil mortes. Esse dado demonstra a importância de cuidar da saúde do coração. 

Por isso que, neste mês, a campanha Setembro Vermelho, criada pela Federação Mundial do Coração, promove ações de conscientização, tratamento e prevenção das doenças cardiovasculares.

Confira os principais fatores de risco que afetam a saúde do coração

  • O estresse libera altos níveis de adrenalina e cortisol, gerando  arritmia e sobrecarrega ao coração.
  • O Colesterol LDL eleva os riscos de infarto.
  • O uso de drogas e álcool pode causar desde arritmia até a morte.
  • Diabetes, que nos homens aumenta em 40% o risco de infarto e, nas mulheres, em 50%.
  • Hipertensão, que pode provocar infarto, AVC e insuficiência cardíaca.
  • Obesidade, pois o acúmulo de gordura pode levar à insuficiência cardíaca.
  • Tabagismo, que dobra o risco de ter um ataque cardíaco.
  • Sedentarismo, que está associado a várias doenças, como obesidade, hipertensão e diabetes tipo 2, que levam ao maior risco cardiovascular.

Vai pedir entrega de algum medicamento na farmácia?

Conheça o cartão e-Pharma e ganhe descontos.

QUERO BENEFÍCIOS arrow_right_alt