5 perguntas e respostas sobre a alimentação de cães

5 perguntas e respostas sobre a alimentação de cães

Se você tem um cãozinho, certamente se preocupa com a sua alimentação; conversamos com um veterinário e tiramos algumas dúvidas

Você também tem um filhinho de quatro patas? Quem ama pets, certamente se preocupa com a maneita correta de alimentá-lo. E existe uma grande variedade de rações no mercado. Se as rações obedecerem aos níveis de exigência nutricional, elas vão ser classificadas como básicas, standard, premium e super premium.

Para tirar essas dúvidas, conversamos com o médico-veterinário Thiago Gomes:

Qual o volume de ração e a frequência que deve ser dada?

A idade de um desmame de um filhote deve ser de 6 a 8 semanas. Nesta idade, eles gastam muita energia, se comparado a um cão adulto. Associado a isso, eles conseguem suportar uma pequena quantidade de ração dentro do estômago deles. Então, cães filhotes precisam comer mais, se comparado a cães adultos.

De que maneira? De 8 semanas até quatro meses, podemos fazer de quatro a seis refeições por dia. De quatro meses até seis meses, de duas a três refeições por dia. E acima de seis meses, de duas a uma refeição por dia.

O volume de administração para cada cão vai estar contido na embalagem do produto, e vai ser relacionado com a idade e o peso do cão.

Como a ração deve ser acondicionada depois de aberta?

A própria embalagem da ração, é sem dúvida nenhuma o melhor lugar para armazená-la. Mas, uma vez aberta, elas não devem sofrer a entrada de ar, porque isso vai sofrer um processo de oxidação, e um processo de luminosidade. Essa foto oxidação vai fazer com que ocorra perda dos nutrientes da ração, e sem dúvida alguma terá reflexos na nutrição do seu cão.

Posso colocar a ração em um pote vedado dentro do armário?

Sim, desta forma você vedou a ração e impediu a entrada de oxigênio e a luminosidade, porque está dentro do armário.

Qual a melhor forma de trocar de ração?

A troca de ração deve ser feita de forma gradual e crescente, para que o sistema digestivo do cão se adapte a essa nova dieta. Então esse tempo deve durar mais um menos sete dias. Como deve ser feito? Em média, coloque 85% da ração antiga e 15% da nova no primeiro dia. No segundo dia, o percentual da ração antiga diminui um pouco, para mais ou menos 70%, e o da nova aumenta para cerca de 30%. Então, ao final dos sete dias, o cão estará comendo 100% da razão nova.

Como introduzir uma dieta com alimentos naturais?

Cada vez mais, nós tutores nos preocupamos com a alimentação dos nossos cães. Por isso, já existe no mercado empresas especializadas em alimentos naturais, alimentos orgânicos e livres de transgênicos. Quando falamos de dietas caseiras e administração de restos alimentares, nós devemos nos preocupar cada vez mais com o excesso de risco de obesidade nos cães.

Para que isso não ocorra, precisamos procurar um médico veterinário nutricionista que passe uma dieta específica para seu cão. Uma vez prescrita a dieta, a gente não deve em hipótese alguma substituir um alimento por outro, porque isso pode causar o risco de desbalancear a dieta. Associado a isso, podemos estar acrescentando ingredientes que podem ser nocivos para a saúde do cão.

Ainda não conhece a PROTESTE? Clique aqui e entenda como ajudamos o consumidor a defender seus direitos.