Nestlé cria método para fazer chocolate sem açúcar

Nestlé cria método para fazer chocolate sem açúcar

Ainda este ano, a companhia pretende iniciar as vendas do Kit Kat meio amargo no Japão, com o chocolate produzido dessa forma

O sonho do chocolate sem açúcar acaba de se tornar realidade. A Nestlé criou um método de usar os restos do cacau como um adoçante natural. A companhia pretende iniciar as vendas do Kit Kat meio amargo no Japão. Desse modo, a expectativa é que o produto seja comercializado ainda esse ano.

A nova receita do chocolate meio amargo terá cerca de 40% menos de açúcar que barras equivalentes com açúcar adicionado. As atuais barras de chocolate negro da Kit Kat têm 12.3 grama de açúcar por porção.

A PROTESTE luta pelo acesso dos brasileiros à saúde com menores custos; conheça nosso Serviço Saúde.

De acordo com o chefe de confeitaria da Nestlé, Alexander von Maillot, futuramente o processo poderá ser usado para produzir também chocolate ao leite e branco.

A empresa desenvolveu uma técnica que transforma a polpa que envolve os grãos de cacau em um pó que contém açúcar natural. Até hoje, essa polpa era descartada. Para chegar a este resultado, foram necessários três anos de pesquisa.

A ideia da companhia vem para atender à demanda dos consumidores por alimentos mais naturais e saudáveis. Atualmente, toda a indústria de alimentos e bebidas vem sendo pressionada por consumidores e governos, que buscam alternativas mais benéficas em meio às crescentes taxas de obesidade e diabetes.

Após a comercialização no Japão, a expectativa da Nestlé é levar o produto a outras marcas e países a partir do ano que vem. “Com a técnica da polpa, produzimos um chocolate mais premium”, diz von Maillot. “O açúcar é um ingrediente barato”.

As informações foram publicadas pela Época Negócios.

Xiii, recebeu um produto com defeito? Pior, não entregaram até agora aquilo que você comprou? Pare de se estressar com problemas assim. Adquira nosso Serviço de Defesa do Consumidor. Nós podemos resolver para você! Experimente por R$1,99 no primeiro mês. Após, apenas R$24,90 por mês.