Água: como comprar galões de 20 litros de forma segura

Água: como comprar galões de 20 litros de forma segura

Órgão municipal do Rio de Janeiro encontrou indícios de bactérias nos galões da água da marca Ipanema, pertencente a uma empresa de Rio Bonito

A Vigilância Sanitária do Rio interditou a distribuição e comercialização dos galões de 20 litros de água da marca Ipanema no município. A medida foi adotada a partir dos resultados de análises que encontraram a presença de bactérias nos galões, indícios da falta adequada de higiene dos galões e a consequente contaminação do produto. Consumidores que identificarem problemas em galões de 20 litros podem entrar em contato com o Reclame da PROTESTE.

A aquisição dos galões de 20 litros tem sido usada como uma saída à crise de qualidade do abastecimento da água da Cedae, concessionária que atende ao estado do Rio de Janeiro. Dessa forma, a notícia cai como uma bomba para os consumidores que têm recorrido a esse expediente para consumir uma água de qualidade. Para comprar água nesses galões, é preciso tomar alguns cuidados. Veja alguns deles:

  • O produto deve estar armazenado em local fresco e ventilado. Se a luz solar incidir diretamente sobre o produto, pode causar alteração na coloração, influenciando na qualidade do material de embalagem e podendo facilitar a contaminação por agente externo;
  • A água não pode ser armazenada perto de produtos como detergentes e outros usados para a higienização domiciliar ou em locais que comercializem produtos voláteis, como postos de gasolina;
  • Nos estabelecimentos comerciais, o produto deve estar exposto ou armazenado sobre prateleiras ou pallets, nunca sobre o piso;
  • O consumidor deve sempre verificar a rotulagem e o prazo de validade do galão;
  • Se o consumidor identificar sabor ou odor na água adquirida, deve guardar a embalagem com o produto para que a Vigilância possa rastrear o fornecedor e os lotes.

Água Ipanema é fornecida pela Aqua Glass

A empresa responsável pela marca é a Aqua Glass Indústria e Comércio de Água Mineral Ltda, em Rio Bonito, que terá até dez dias para solicitar defesa e perícia de contraprova. Como a empresa fica em outro município, a Vigilância Sanitária do estado será acionada para que a inspeção seja realizada na fonte.