Vitória da PROTESTE: macarrão dito sem glúten fora do mercado

Vitória da PROTESTE: macarrão dito sem glúten fora do mercado

Justiça reconheceu análise laboratorial e determinou que o fabricante retirasse o lote de produto que apresentou substância indevidamente

O macarrão penne FitFood 500g (lote A – validade 13/09/2019) teve de ser retirado do mercado, segundo decisão do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo. Em nosso teste, o produto da marca Latinex revelou presença de glúten, enquanto sua embalagem indicava o contrário. O pedido da retirada do produto do mercado atendeu à solicitação da PROTESTE.

Trata-se de uma grande vitória dos consumidores, pois mostra que estamos atentos à qualidade dos produtos que são colocados nas gôndolas. Vale lembrar, que os portadores da doença celíaca não pode consumir glúten. Se isso ocorrer, o indivíduo manifesta , em geral, diarreia, prisão de ventre, anemia, sensação de estufamento, dor e desconforto abdominal.

Isso não significa que todas as marcas estão condenadas. Na verdade, a maioria dos produtos testados segue as normas e as informações descritas no rótulo. Confira nosso teste de glúten em produtos industrializados.

O que dizem a lei e a Anvisa?

Segundo a Lei Federal n° 10.674/2003, todos os alimentos industrializados devem trazer em seu rótulo a informação sobre a presença de glúten através das inscrições “contém glúten” ou “não contém glúten”, conforme o caso.

A orientação da Anvisa é semelhante: havendo a possibilidade de contaminação acidental (contaminação cruzada), deve ser feita a inclusão de advertência sobre a possibilidade do alimento conter cereal com glúten e deve incluir a advertência “Contém glúten” no seu rótulo.