Faça exercícios diariamente e combata a depressão

Faça exercícios diariamente e combata a depressão

Praticar atividades físicas diariamente, mesmo que por pouco tempo, pode contribuir para o bem estar emocional

Apenas 15 minutos por dia de atividade física podem ser o suficientes para melhorar o humor. De acordo com pesquisa realizada pela Harvard T.H. Chan School of Public Health, a prática de exercícios como corrida ou caminhada, mesmo que por pouco tempo, podem reduzir em até 26% as chances de depressão.

De fato, este não é o primeiro estudo que comprova a relação entre exercícios físicos e o bem estar emocional. Porém, ainda há dúvidas sobre uma questão. Trata-se de uma discussão semelhante à que gira em torno da galinha e do ovo. Ou seja: quem veio primeiro?

O questionamento, nesse caso, é se atividade física realmente previne contra a depressão, ou se a depressão simplesmente reduz a disposição para a prática de exercícios?

E foi isso que esta pesquisa buscou descobrir. “Queríamos ver se haveria uma conexão causal, em qualquer direção, entre atividade física e depressão”, diz Karmel Choi, um dos pesquisadores responsáveis pelo estudo.

Metodologia

Para isso, o estudo aplicou a técnica conhecida como randomização mendeliana. Dessa forma, utilizou dados de dois grandes bancos de dados com milhares de pessoas, de grande variedade genética. Assim, avaliaram como as atividades físicas impactavam a depressão.

O que eles descobriram é que o exercício foi capaz de reduzir o risco de depressão em todas as situações. Desta forma, as pessoas que se movimentavam mais tinham um risco significativamente menor de transtorno depressivo.

A boa notícia, com esse resultado, é que para diminuir os efeitos da depressão, não é necessário ser um atleta profissional ou passar horas praticando CrossFit. O resultado do estudo aponta que apensa o fato de sair do sofá e se mexer por algum tempo pode ajudar.

“O que nosso estudo diria é que qualquer tipo de movimento ajuda a manter a depressão sob controle. Basta estar movendo corpo de maneiras mais suaves ao longo do dia – como caminhar, alongar, subir as escadas, lavar a louça”, conclui Choi.

Ainda não conhece a PROTESTE? Clique aqui e entenda como ajudamos o consumidor a defender seus direitos.