Conheça os benefícios da meditação para crianças

Conheça os benefícios da meditação para crianças

Meditação é uma boa opção para desacelerar as crianças em meio à rotina agitada do dia a dia; saiba como introduzir as crianças nessa prática saudável

Entre escola, cursos, brincadeiras e tecnologia, muitas vezes as crianças acabam tendo rotinas agitadas e sobrecarregadas. Uma das opções para “desacelerar” as crianças e estimular a reflexão e o relaxamento é por meio da meditação.

A equipe da Medicina Integrativa do Centro de Oncologia e Hematologia Einstein dá algumas dicas que podem auxiliar nesse processo. Confira a seguir:

Primeiros passos

De acordo com Ester Azevedo Massola, terapeuta corporal da equipe de Medicina Integrativa do Einstein, a meditação pode proporcionar às crianças experiências de calma e relaxamento. Consequentemente, alguns dos efeitos são a melhora na concentração, além da percepção de bem-estar e de suas emoções. “Para apresentar a atividade as crianças, comece primeiramente por você a realizar a meditação, para que assim possa compartilhar com as crianças suas experiências”.

O segundo passo é convidar a criança para a prática, de modo suave e alegre, sem precisar obrigá-las ou falar em tom autoritário nos momentos que estiverem juntos para praticar. Portanto, é preciso criar momentos de calma juntos. Estimule a criança a prestar atenção aos detalhes da natureza, como uma flor, um bicho, as cores do céu, os aromas e os sons. Esse contato com a natureza busca estimular o relaxamento e controlar a ansiedade da criança com os afazeres e atividades da rotina.

O recomendado é olhar nos olhos da criança, e não interromper enquanto estiver falando, procurando deixar que ela também ensine algo. “Essas atitudes demonstram que você está disponível para a criança. Incentive-as a falar sobre suas emoções e sensações, esteja presente ouvindo com atenção e acolhimento”, afirma Márcia Prieto, terapeuta corporal que também faz parte da equipe de Medicina Integrativa do Einstein.

Praticando

Em toda prática meditativa, o ideal é sentar-se ereto, relaxado e imóvel. Crianças pequenas preferem ficar deitadas. A orientação é manter a atenção num único foco. O “objeto de meditação” pode ser a respiração, uma imagem, um som, uma palavra, um sentimento.

O tempo de concentração no objeto escolhido pode variar de um a dez minutos para crianças. “Importante ressaltar que muitas vezes a mente se distrai e isto é normal”, pontua a terapeuta Ester.

Quando perceber que a criança desviou a atenção, os pais devem ajudá-la a retornar gentilmente ao objeto de meditação.

Clique aqui e leia esta matéria: Meditação reduz o estresse e promove o bem-estar

Inserindo a meditação na rotina

Primeiramente, é importante encontrar momentos mais tranquilos para praticar. Um bom horário é antes de dormir. Leia ou conte uma pequena história que traga relaxamento. Convide a criança a respirar profundamente, fechando os olhos, a visualizar um lugar bonito que traga alegria e bem-estar.

A prática também pode ser feita antes das lições de casa. Criar um ritual de preparação para fazer os deveres pode auxiliar as crianças mais dispersas a conseguirem mais foco. Ajude a criança a preparar o lugar e a postura corporal, e respirar mais profundo algumas vezes.

Márcia Prieto orienta que é fundamental participar com a criança, pois ela assimilará mais suas atitudes do que suas palavras. “Se você parecer calmo, a criança se acalmará. Se estiver ansioso, a criança se agitará. Tenha paciência, respeite o ritmo e o tempo dela”.

No início, o tempo de prática deve ser curto. A sugestão é iniciar com um minuto, uma ou duas vezes ao dia e aumentar o tempo conforme a criança demonstrar interesse.

Benefícios

A prática da meditação pode aumentar a capacidade de atenção da criança e de percepção de si. Assim, uma criança mais consciente de suas emoções e sentimentos tem maior possibilidade de identificar suas necessidades, potencialidades e limitações.

A habilidade de saber relaxar resulta no equilíbrio do sistema nervoso. Com essas práticas, o sistema nervoso parassimpático é ativado, o metabolismo corporal se acalma, baixando a frequência cardíaca e respiratória, aumentando a capacidade de aprender e se concentrar. Assim, práticas como o Yoga, relaxamento e a meditação, também podem auxiliar no desenvolvimento da aprendizagem ao longo da vida.

Que tal iniciar essa atividade com seus filhos ainda hoje? Aproveite as dicas e dê os primeiros passos. Boa meditação!

Ainda não conhece a PROTESTE? Clique aqui e entenda como ajudamos o consumidor a defender seus direitos.