Quinoa: um alimento repleto de benefícios à saúde

Quinoa: um alimento repleto de benefícios à saúde

Semente é composta por substâncias que ajudam a evitar inflamações e os radicais livres, a reduzir o colesterol e até a prevenir o câncer

Muitas vezes confundida com um grão, a quinoa é uma semente vegetal conhecida por ser uma excelente fonte de proteína com baixo teor de gordura. O alimento é composto por itens como saponinas e ácidos hidroxibenzóicos, que ajudam a evitar inflamações e os radicais livres. Outro ponto a favor da semente é que ela promove a produção de energia celular e auxilia a perda de peso.

Além disso, a quinoa tem um teor de carboidratos muito menor do que os grãos, assim como um índice glicêmico reduzido. Ela também tem baixos níveis de sódio e, ao contrário de alguns grãos, é completamente sem glúten.

A quinoa contém ainda uma gama de nutrientes, incluindo riboflavina (vitamina B2), quercetina, tocoferóis, polifenóis, saponinas, fitoesteróis, minerais, vitaminas e fibras.

Quinoa é alimento funcional e tem equilíbrio de nutrientes

E os benefícios da quinoa não param por aí. Ela ajuda ainda a reduzir o colesterol, melhorar os níveis de glicose, promover a produção de energia celular, atuar como prebiótico e potencialmente ajuda a prevenir o câncer e as doenças cardíacas. 

Por isso, a quinoa é reconhecida como um “alimento funcional”. Ou seja, seu conteúdo equilibrado de proteínas, minerais, vitaminas e ácidos graxos garante uma combinação nutricional tão potente que pode reduzir o risco de uma ampla variedade de doenças. Entre elas, a redução de riscos vasculares e de câncer, controle do açúcar no sangue e inibição de processos inflamatórios,

Com todas essas vantagens, podemos afirmar que ao incluir a quinoa na dieta proporciona um ganho nutricional substancial, principalmente para quem deseja consumir proteína de alta qualidade ao mesmo tempo em que reduz a ingestão de carne. Por isso, ela é a escolha ideal para veganos, pessoas com intolerância a glúten, dietas com pouco carboidrato, dietas de baixos índices glicêmicos, Pessoas em dietas com pouco sódio e para aqueles que precisam aumentar a ingestão de fibras.