Ovos: como evitar a contaminação por Salmonella?

Ovos: como evitar a contaminação por Salmonella?

Saborosos, práticos e versáteis, os ovos podem fazer mal a saúde se forem mal preparados ou conservados; veja como evitar a contaminação dos ovos com estas dicas

Ovos são saudáveis, saborosos, práticos de se preparar e não pesam tanto no bolso. Mas assim como são saudáveis,  podem fazer mal a saúde se mal conservados ou se consumidos sob certas condições. O maior risco é a temida contaminação por Salmonella, que pode causar sintomas bastante desagradáveis e levar a problemas mais sérios. Saiba como evitar a contaminação dos ovos.

A especialista da PROTESTE, Fernanda Taveira, explica quais são as condições que levam a um risco maior de contaminação. “Se for consumido cru, mal cozida ou como ingrediente de preparações que ficam por muito tempo longe da refrigeração, pode gerar  toxiinfecção alimentar causada pela tão conhecida Salmonella. Um exemplo disso é a clássica maionese servida nos dias de churrasco após ficar horas debaixo do sol e fora da geladeira”, alerta a especialista.

A contaminação pode ocorrer tanto pela casca, quanto pela gema. E os sintomas não são nada agradáveis. Entre eles estão, cólicas abdominais, náuseas, vômitos, febre, diarréia, cansaço, perda de apetite, calafrios e dor de cabeça.

Como evitar a contaminação dos ovos

É praticamente impossível identificar a olho nu um ovo contaminado, mas você pode tomar certas precauções no momento da compra, no armazenamento e no preparo. Confira as dicas:

Cuidados na compra

  • Confira a data de fabricação e validade. A validade dos ovos de galinha é de trinta dias;
  • Verifique se há a presença do selo SIF e dados do produtor, como nome e CNPJ;
  • Confira se não há rachaduras em nenhum deles;
  • Dê preferência àqueles que estão sob refrigeração no mercado;
  • Evite comprar ovos sujos.


Cuidados no armazenamento

  • Os ovos devem ser armazenados na geladeira, em uma temperatura de 10°C.
  • Ao chegar em casa do mercado, transfira-os para recipientes limpos.
  • Armazene-os nas prateleiras no interior da geladeira – e não na porta, pois com o abre e fecha da geladeira a temperatura oscila muito nesse local.

Cuidados no preparo

  • Evite o consumo de  preparações com ovos crus ou mal cozidos
  • Para preparações sem cocção, tais como maionese, cremes, mousses, utilize ovos pasteurizados, desidratados ou cozidos
  • Lave os ovos somente antes do preparo, pois a casca do ovo é extremamente porosa, permitindo assim trocas gasosas entre o conteúdo interno do ovo e o seu exterior.
  • Ovos cozidos devem ser fervidos por sete minutos
  • Ovos fritos devem ser consumidos com a gema dura
  • Após o preparo, o ovo deve ser conservado em embalagem fechada e sob refrigeração, para minimizar o risco de contaminação por bactérias.

Agora que você já sabe como comprar, armazenar e preparar os ovos de galinha, quer saber como preparar receitas deliciosas com ovos? Conheça o e-book lançado pela PROTESTE com diversas dicas e alternativas de preparo.