Quais os países líderes na produção de azeite?

Quais os países líderes na produção de azeite?

Produção de azeite no Brasil vem crescendo ano a ano e a expectativa é que tenha atingido mais de 160.000 litros no acumulado de 2019.

Você sabia que o Brasil é um grande consumidor de azeite, posicionado entre os 10 maiores consumidores do mundo? Parece um pouco contraditório, uma vez que é comum ouvir que consumimos pouco azeite. De fato os dados mostram que o consumo de azeite no País é baixo, se comparado aos países do Mediterrâneo, por exemplo. Mas esse número vem crescendo. Além disso, o Brasil vem ganhando destaque na produção de azeite. A produção vem crescendo ano a ano e a expectativa é que tenha atingido mais de 160.000 litros no acumulado de 2019.

O País vem aumentando também sua participação como importador. Prova disso é que entre setembro de 2018 e maio de 2019, houve um aumento de 11% na importação de azeite, na comparação com o mesmo período do ano anterior. Com isso, o Brasil é considerado atualmente o segundo maior importador do mundo de produtos da Oliveira, ficando atrás somente dos Estados Unidos.

Saiba mais sobre a produção de azeite no Brasil

A primeira produção de azeite no Brasil ocorreu em 2008 na cidade de Maria da Fé, em MG, sob responsabilidade da EPAMIG (Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais). A oliveira Maria da Fé, também conhecida como mariense, é a oliveira brasileira originária das primeiras plantas que chegaram a Minas Gerais.

Segundo as informações da EPAMIG, a mariense é um pouco mais exigente a temperaturas baixas, sendo cultivada em terras mais altas da Mantiqueira. Possui um sabor peculiar, produz um azeite encorpado, com picância e amargor moderados.

Grande parte da produção do país vem de regiões do Rio Grande do Sul, mas pode ser encontrada também na Serra da Mantiqueira, entre Minas Gerais e São Paulo.Atualmente, podemos encontrar sete variedades de oliveiras cultivadas no Brasil, além da mariense: a arbequina, picual, koroneiki, arauco, coratina, ascolano e grappulo.

Ainda não conhece a PROTESTE? Clique aqui e entenda como ajudamos o consumidor a defender seus direitos.