Conheça os nutrientes das principais marcas de feijão preto

Presente à mesa da grande maioria dos brasileiros, o feijão é uma leguminosa especialmente importante nos países em desenvolvimento, principalmente se combinado com o arroz.

O tradicional prato de feijão com arroz é uma das bases da alimentação brasileira. É uma combinação tradicional, de baixo custo e que acrescenta nutrientes fundamentais à saúde. A dupla fornece energia ao organismo, além de carboidratos complexos, fibras, proteínas,  vitaminas e minerais. 

De acordo com Fernanda Taveira, especialista da PROTESTE, o feijão preto é um alimento muito importante, pois previne e trata a anemia ferropriva e contribui inclusive para o ganho de massa corporal, devido ao elevado conteúdo de ferro e proteínas. Segundo ela, essa é uma das fontes alimentares mais importantes do mundo, especialmente em países em desenvolvimento.

“O feijão contém nutrientes que favorecem o funcionamento adequado do organismo e atuam desde o retardo do envelhecimento precoce, até o fortalecimento do sistema imunológico”, destacou a especialista.

“Embora algumas pessoas prefiram somente o caldo do cozimento e torçam o nariz quando se fala do grão, é importante saber que o consumo dos dois é que fornece todos os benefícios do feijão”, ressaltou Fernanda. “O caldo proveniente do cozimento concentra alguns nutrientes, uma vez que eles migram dos grãos para a água após o rompimento do tegumento do grão (a camada externa). No entanto, os nutrientes se encontram distribuídos no tegumento e no embrião do grão (camada interna)”, explicou. 

O feijão contém nutrientes que favorecem o funcionamento adequado do organismo e atuam desde o retardo do envelhecimento precoce, até o fortalecimento do sistema imunológico.

Assim, de acordo com a nutricionista, o ideal é dar preferência ao consumo dos grãos cozidos, junto com o caldo, a fim de garantir o aproveitamento completo dos nutrientes.

Quer conhecer todos os benefícios do feijão? Então, confira em nosso post os resultados do teste realizado pela PROTESTE. Vale destacar que existem variedades distintas de feijão, mas este teste considerou somente as de  feijão preto.

Qual é a composição nutricional do feijão preto?

“O consumo do feijão é uma das chaves para uma vida mais saudável, mas você sabe o que realmente está consumindo? O conhecimento da composição nutricional desta leguminosa é fundamental para o alcance da segurança alimentar e nutricional”, destacou Fernanda.

Os grãos de feijão apresentam os seguintes nutrientes:

  • ferro, fundamental para o transporte de oxigênio no organismo, combate a anemia ferropriva;
  • zinco, antioxidante que contribui para o fortalecimento do sistema imunológico, combate ao envelhecimento precoce, além de ser essencial para o desenvolvimento fetal/infantil;
  • potássio, que ajuda no equilíbrio da pressão arterial sistêmica, no controle dos batimentos cardíacos e na atividade muscular das células nervosas;
  • manganês, antioxidante que, em conjunto com outras vitaminas e minerais, desempenha um papel importante na saúde óssea;
  • fósforo, importante para a formação da estrutura óssea;
  • fibras, que ajudam no funcionamento intestinal e contribuem para regular o colesterol;
  • proteínas, ricas em aminoácidos essenciais, especialmente quando o grão é consumido junto com arroz.

Confira como foi o teste

Para essa avaliação, a PROTESTE analisou a concentração de ferro, zinco, potássio, fósforo, manganês, proteínas e fibras em lotes de feijão preto cru de 10 marcas disponíveis no mercado. São elas: Biju, Broto Legal, Camil, Carrefour, Combrasil, Granfino, Kicaldo, Máximo, Qualitá e Turquesa.

Além dos nutrientes, a PROTESTE avaliou a qualidade destes feijões, como a presença de bactérias, fungos, entre outros. Para saber mais, acesse o teste

+Leia também:
– Conheça 4 alternativas ao feijão para o dia a dia, com receitas
– Dicas para a vida: aprenda a fazer o feijão perfeito

Além dos nutrientes, a PROTESTE avaliou a qualidade destes feijões, como a presença de bactérias, fungos, entre outros. As análises laboratoriais foram realizadas por laboratório devidamente credenciado junto ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Os resultados obtidos nesse teste consideraram amostras com 100g de feijão preto cru. “Todos os lotes analisados apresentaram excelente composição nutricional”, observou Fernanda.

Vale destacar que o processo de remolho dos grãos (quando são deixados de molho em água por algum tempo antes do cozimento e essa água é descartada, com o objetivo de eliminar fatores antinutricionais, como os fitatos) e do cozimento pode alterar a composição nutricional do ingrediente já preparado.

No entanto, a taxa de perdas de nutrientes na literatura é bastante controversa. Segundo as informações da TACO (Tabela Brasileira de Composição de Alimentos/ 2011), é possível observar  uma perda entre 20% e 30% de nutrientes após o cozimento do feijão.

Conheça a concentração média dos nutrientes disponíveis no feijão preto que a PROTESTE encontrou:

teste feijao
Você sabia que a combinação do feijão com arroz não é só uma questão cultural? O feijão é rico em aminoácidos essenciais, especialmente na lisina, mas é deficiente em metionina, enquanto o arroz é exatamente ao contrário.

Por esse motivo, essa dupla é essencial por questões nutricionais também, pois juntos alcançam o consumo de todos os aminoácidos que o corpo precisa diariamente. A proporção ideal é de 3 porções de arroz para 1 porção de feijão preto. A Proteste também avaliou 28 lotes das principais marcas disponíveis no mercado. Confira os resultados!

Quer saber os resultados de outros produtos? SEJA ASSOCIADO arrow_right_alt