Pirâmide alimentar: benefícios para seu cardápio

Um cardápio variado e com diferentes grupos alimentares é indicado para uma vida mais equilibrada

Pirâmide alimentar: benefícios para seu cardápio

Sabemos que a qualidade de vida e o bem-estar estão diretamente relacionados a uma alimentação equilibrada associada à prática de exercícios físicos e boas relações sociais. Saiba mais sobre esses elementos tão importantes e como a Pirâmide Alimentar pode contribuir para a sua saúde.

A prática regular de exercícios físicos diminui as chances de se desenvolver doenças crônicas, como a hipertensão, diabetes e problemas do coração. Além de aumentar a disposição e o bom-humor. Por isso, o Ministério da Saúde (MS) indica a atividade física no tratamento da depressão e ansiedade

Enquanto isso, as relações sociais na vida pessoal e profissional contribuem para o desenvolvimento do indivíduo, principalmente pelas necessidades de comunicação e administração das emoções. Além delas deixarem os dias mais divertidos. 

Já uma alimentação equilibrada, diversificada e composta por alimentos nutritivos em quantidade adequada, é essencial para o bom desempenho das funções fisiológicas e contribui para o bem-estar físico e mental

Para alcançar esses objetivos, abordaremos o uso da Pirâmide Alimentar como um  instrumento na elaboração de cardápios mais adequados.

Agora, além da Pirâmide Alimentar, a dieta dos brasileiros também pode contar com outra ferramenta que informa mais detalhes nutricionais dos alimentos industrializados, o Nutri Escolha. É a nova funcionalidade do APP Meu Carrefour, que contribui com as compras do supermercado e ajuda na economia familiar. Além de auxiliar na seleção de produtos com o mesmo preço e valor nutricional igual ou maior. Ficou curioso? 

Acompanhe o artigo e saiba como melhorar a alimentação com dicas simples e econômicas.

O que é pirâmide alimentar brasileira?

É um instrumento criado pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos que foi adaptado no Brasil, com objetivo de orientar a população sobre os cuidados com a alimentação. A pirâmide é uma representação gráfica que divide os alimentos em níveis (04) e grupos (08) alimentares para auxiliar na escolha do tipo e quantidade dos alimentos que devem ser consumidos ao longo do dia.

Como é de fácil visualização, fica mais prático escolher por alimentos mais saudáveis. Além de estimular uma dieta variada, com mais frutas, vegetais e leguminosas, e menos alimentos ricos em gordura, açúcar e sal.

Dica: Arroz e feijão: combinação brasileira é queridinha dos nutricionistas

Para usar a pirâmide basta observar a distribuição dos alimentos. As opções que devem ser consumidas em maior quantidade ficam na base, já as que devem ser ingeridas em menor quantidade ficam no topo.

Vale destacar que essas recomendações servem como base para a população montar cardápios equilibrados e, por isso, podem ser adaptadas para as diferentes realidades e gostos. Interessante, né?

Vamos aprender mais sobre os tipos de alimentos! 

Grupos alimentares

Os oito grupos alimentares que compõem a pirâmide são divididos em cereais/ tubérculos/ raízes, hortaliças, frutas, laticínios, carnes/ovos, leguminosas, açúcares/doces e óleos/gorduras. Além disso, eles estão separados em níveis: energéticos, reguladores, construtores e energéticos extras.

piramide-alimentar

Esses alimentos, divididos com base na sua composição nutricional, contribuem de diferentes maneiras para o funcionamento do organismo. Em alguns casos, é necessário consumir com moderação para evitar desregular as taxas sanguíneas que podem causar diabetes, hipertensão ou outras doenças crônicas.

O Ministério da Saúde recomenda refeições com variedades de alimentos para suprir todos os nutrientes necessários. Contudo, as combinações podem variar, já que vivemos em um país continental e com tradições culturais diferentes. 

Brasileiros de diversas regiões podem adaptar as dicas e montar pratos que fazem sentido para sua família e hábitos alimentares. Além disso, a ferramenta Nutri Escolha contribui para escolhas mais econômicas e conscientes, que aumentam o valor nutricional do cardápio e ainda podem te ajudar a economizar no fim do mês.

Convide as pessoas que vivem com você, e aproveite o momento de preparar a refeição para se divertir e aprender com todos juntos. Saiba mais sobre os alimentos que fazem parte da pirâmide alimentar e prepare a lista de compras.

Alimentos energéticos

Esses alimentos compõem a base da pirâmide alimentar e são fontes de carboidratos, responsáveis por fornecer energia para o corpo. Na digestão, os alimentos energéticos são os que mais se transformam em glicose e, por isso, fornecem energia rapidamente. 

Os principais exemplos são alimentos à base de farinha (pães, bolos, biscoitos e massas), tubérculos e raízes (batata, inhame e aipim) e cereais (trigo, arroz, milho e aveia).

O consumo dos cereais integrais, como arroz integral e pão integral, devem ser priorizados, pois estes alimentos contêm mais fibras que os refinados e são mais benéficos para o corpo.

Os alimentos energéticos têm grande importância nutricional e influenciam na disposição durante todo o dia. Alguns nutricionistas recomendam que eles sejam consumidos no café da manhã para aumentar a energia nas primeiras horas do dia e preparar o corpo para as obrigações diárias.

nutri-escolha

Os carboidratos também são bastante consumidos por praticantes de atividade física. O grupo alimentar está associado ao ganho muscular e, por isso, está presente nos pratos de muitos atletas. Eles também podem contribuir para o aumento da concentração e produtividade, principalmente se estiverem associados com a prática de exercícios físicos.

São muitos os benefícios, não acha? 

Alimentos reguladores

Logo acima dos alimentos energéticos estão os grupos das verduras, legumes e frutas. Esses alimentos são responsáveis por fornecer fibras, minerais, vitaminas e nutrientes essenciais para regular todas as funções do organismo. Eles também ajudam no funcionamento do intestino, memória e crescimento celular.  

No preparo desses alimentos, opte pelos frescos, ou os cozinhe por períodos curtos para manter os nutrientes. E ao consumir as frutas, dê preferência às cruas e com casca, quando possível, e evite fazer sucos ou doces. 

As frutas e verduras já fazem parte do dia a dia dos brasileiros e compõem diversos pratos típicos do nosso país. Vale destacar que as frutas, além de saborosas, combinam com o clima tropical e refrescam nos dias ensolarados

Dica: Chia, aveia e linhaça: conheça os benefícios desse trio

Alimentos construtores

Os próximos grupos alimentares são fontes de proteínas, responsáveis pela construção, fortalecimento e regeneração das células, tecidos e músculos. Além de cuidar do sistema imunológico, os alimentos construtores ainda desempenham muitas outras funções em nosso corpo.

Os grupos alimentares desse nível são formados pelo leite e derivados, carnes, ovos e leguminosas. A variedade possibilita várias combinações que agradam os diferentes paladares. Vamos saber mais sobre suas propriedades nutricionais?

O leite e seus derivados são grandes fontes de cálcio e, por isso, auxiliam no crescimento e contribuem para prevenção de doenças ósseas. As opções que compõem esse grupo são bastante consumidas no café da manhã, e servem para fazer muitas receitas, desde sobremesas até pratos salgados. Sempre que possível, dê preferência pelas versões com menos gordura como leite desnatado e queijos brancos.

As carnes vermelhas, aves, peixe e ovos são importantes fontes de proteínas, vitaminas do complexo B e minerais. Além de serem responsáveis pela construção e reparação dos tecidos. Esses alimentos são bastante consumidos nas refeições, e podem ser utilizados para montar diversas receitas. Opte por carnes magras como peixes e filé de frango.

Já as leguminosas são importantes fontes de proteína vegetal e ricas em fibras. As principais opções são feijão, soja, ervilha e grão-de-bico. Junto com o arroz, um carboidrato, compõem a dupla mais popular do Brasil: arroz e feijão.

Alimentos energéticos extras

No topo da pirâmide alimentar estão as gorduras (manteiga, margarina, azeite e demais óleos vegetais) e açúcares (açúcar refinado, mel, sorvetes, chocolates e outros doces), responsáveis por contribuir com o ganho de energia. Porém, devem ser consumidos com moderação. 

Vale montar cardápios que tenham uma diversidade de alimentos, e contribuam para uma alimentação equilibrada. Para uma dieta equilibrada e que atenda as suas necessidades, consulte um nutricionista.

supermercado-carrefour

Opções equilibradas com o Nutri Escolha

O Nutri Escolha é uma ferramenta do APP Meu Carrefour que fornece a pontuação nutricional dos alimentos, além de indicar opções mais equilibradas e com menor preço.

A ferramenta faz parte da iniciativa Act for Food, desenvolvida pelo Grupo Carrefour Brasil, com o objetivo de contribuir com os hábitos alimentares e escolhas mais equilibradas dos brasileiros. O APP Meu Carrefour ainda oferece cupons de descontos para clientes cadastrados. Além disso, as compras realizadas nas lojas ou no site podem ser convertidas em moedas que podem ser trocadas por produtos ou serviços.

Ficou curioso e quer aproveitar as vantagens do APP? Clique aqui.

Mantenha-se informado com a PROTESTE

A PROTESTE, maior associação de consumidores da América Latina, acredita que a informação é o principal caminho para escolhas mais conscientes. Por isso, atua levando conhecimento sobre diversos temas relacionados à saúde com objetivo de contribuir para a melhoria da qualidade de vida dos brasileiros.

Visite o blog MinhaSaúde e fique por dentro dos principais assuntos sobre o tema, alimentação e qualidade dos produtos.