Dormir Bem

Uma boa noite de sono não é apenas revigorante. É essencial para a saúde. Descubra aqui como dormir bem e aproveitar os benefícios de uma vida disposta e saudável.

Aproveite o nosso teste de 100 noites e experimente!
Você sabia que a qualidade do sono é essencial para o desenvolvimento infantil?

Você sabia que a qualidade do sono é essencial para o desenvolvimento infantil?

Enquanto as crianças dormem, ocorre o desenvolvimento intelectual e cognitivo, além da liberação do hormônio do crescimento.

Mais do que algumas horas de repouso ao fim do dia, o sono é essencial para que crianças (e também adolescentes) se desenvolvam, tanto física quanto emocionalmente. Por isso, é importante garantir a qualidade do sono, além de respeitar a quantidade de horas de descanso necessárias, conforme a faixa etária. 

É durante o período de sono que os bebês transformam as informações e estímulos que recebem diariamente em aprendizado. O mesmo ocorre com as crianças em idade escolar e até mesmo com os adolescentes. De acordo com a National Sleep Foundation, a qualidade do sono é tão importante quanto a boa alimentação. 

Um artigo divulgado pela entidade, inclusive, associa a falta de sono a transtornos, como deficit de atenção e hiperatividade. Estudos indicam que 65% das pessoas com transtorno específico de aprendizagem apresentaram distúrbios do sono.

A Sociedade Brasileira de Pediatria também reconhece a importância de dormir bem, em um documento sobre higiene do sono, no qual destaca alguns cuidados que os pais (ou cuidadores) devem observar para garantir uma noite tranquila às crianças. 

Além disso, a entidade destaca que o hormônio do crescimento é produzido e liberado no organismo durante o sono, principalmente, ao longo da noite. Cerca de 30 minutos após o adormecimento, com maior produção, a partir das 22 horas, até às seis da manhã. Assim, crianças que não têm uma rotina de sono adequada, podem apresentar também deficit de crescimento. 

Afinal, quantas horas de sono são necessárias?

A National Sleep Foundation divulgou novas orientações estabelecendo a quantidade de tempo de sono ideal, conforme a idade. Confira a seguir!

Recém-nascidos (0 a 3 meses)

Recomendado: 14-17 horas

Pode ser apropriado:

  • 11-13 horas (não menos de 11 horas)
  • 18-19 horas (não mais de 19 horas)

Bebês (4-11 meses)

Recomendado: 12-15 horas

Pode ser apropriado:

  • 10-11 horas (não menos de 10 horas)
  • 16-18 horas (não mais que 18 horas)

Crianças (1-2 anos)

Recomendado: 11-14 horas

Pode ser apropriado:

  • 9-10 horas (não menos de 9 horas)
  • 15-16 horas (não mais de 16 horas)

Pré-escolares (3-5 anos)

Recomendado: 10 a 13 horas

Pode ser apropriado:

  • 8-9 horas (não menos de 8 horas)
  • 14 horas (não mais de 14 horas)

Crianças em idade escolar (6-13 anos)

Recomendado: 9 a 11 horas

Pode ser apropriado:

  • 7-8 horas (não menos de 7 horas)
  • 12 horas (não mais de 12 horas)

Adolescentes (14-17 anos)

Recomendado: 8-10 horas

Pode ser apropriado:

  • 7 horas (não menos de 7 horas)
  • 11 horas (não mais de 11 horas)

Jovens Adultos (18 a 25 anos)

Recomendado: 7-9 horas

Pode ser apropriado:

  • 6 horas (não menos de 6 horas)
  • 10-11 horas (não mais de 11 horas)

sono de qualidade
Como garantir um sono de qualidade para crianças e adolescentes?

É importante investir em um bom colchão, com densidade adequada ao peso da criança, e também em travesseiros com altura correta para evitar qualquer desconforto. Além disso, outras medidas são essenciais para promover uma boa noite de sono:

  • no caso de bebês, recém-nascidos e crianças pequenas, a quantidade total de horas de sono pode ser dividida em sonecas durante o dia. Porém, é importante que esses cochilos não sejam demasiadamente longos, prejudicando o sono noturno;
  • é importante criar uma rotina na hora do sono para que a criança entenda os horários. À noite não são recomendadas brincadeiras mais agitadas, barulho ou mesmo atividades físicas;
  • mesmo no caso dos adolescentes, é recomendado evitar jogos eletrônicos, uso de smartphone, acesso à internet ou computador e iluminação excessiva noturna;
  • é preciso evitar alimentos mais pesados ou bebidas estimulantes (chocolate, refrigerante, chá mate ou cafeinados) à noite;
  • quando se trata de crianças pequenas, que têm dificuldade para adormecer, é preciso colocá-las na cama ainda acordadas e passar confiança. Em alguns casos, um objeto de transição, como um brinquedo, manta ou travesseiro, pode ajudar.  
Experimente o colchão Emma por 100 noites. Uma experiência de sono sem preocupações. FAÇA O TESTE arrow_right_alt