Tire suas dúvidas sobre o coletor menstrual

Tire suas dúvidas sobre o coletor menstrual

Feito de silicone, o coletor menstrual se ajusta ao corpo da mulher, dispensando o uso de absorventes comuns.

Você já deve ter ouvido falar no coletor menstrual. Trata-se de uma espécie de copinho que serve para coletar o sangue durante a menstruação. O produto surgiu como uma alternativa econômica e sustentável aos absorventes comuns, já que é reutilizável, enquanto as outras opções são descartáveis e demoram dezenas de anos para se decomporem na natureza.

Como o coletor menstrual funciona

Feito de silicone, o coletor menstrual se ajusta ao corpo da mulher, dispensando o uso de absorventes comuns. Qualquer mulher pode utilizá-lo e é fundamental que se sinta confortável com o copinho, de forma que ele não atrapalhe suas funções diárias. Por isso, até a adaptação, pode ser necessário testar diferentes opções de marcas e formas de colocá-lo.

Em mulheres que nunca tiveram relação sexual existe o risco de rompimento do hímen, já que o coletor precisa ser inserido na vagina. Algumas alterações anatômicas, como septos vaginais ou alterações do colo do útero (como útero didelfo), podem fazer com que a colocação do coletor menstrual cause dor ou desconforto.

Para escolher o tamanho do coletor, basta prestar atenção nas especificações contidas na embalagem. Existem apenas dois tamanhos disponíveis no mercado. Um é para mulheres que já tiveram filhos e outro para mulheres que nunca pariram. O valor do coletor menstrual normalmente fica entre R$ 70,00 e R$ 150,00, e é comum que o kit venha com dois coletores.

O coletor menstrual é seguro e oferece baixo risco. O principal risco está relacionado a infecções por falta de higiene. Mas se ele for usado de forma adequada, sendo retirado no tempo correto, higienizado e armazenado conforme as orientações do fabricante, não há com que se preocupar.

Como faço para higienizar meu coletor?

A limpeza é bem simples. O ideal é lavá-lo com água e sabão neutro durante os dias de menstruação, a cada troca. O coletor menstrual deve ser retirado, esvaziado e higienizado em períodos de 6 a 12 horas. A quantidade exata de tempo vai depender da intensidade do fluxo menstrual de cada mulher. Quanto mais leve for o fluxo, mais horas ela conseguirá ficar com o “copinho”.

coletor menstrual
Ao fim do período menstrual, deve-se fervê-lo e guardá-lo para utilizar novamente no próximo mês. A lavagem pode ser feita com uma esponja na pia do banheiro ou mesmo no chuveiro, durante o banho. A limpeza deve ser muito bem feita para evitar que o canal vaginal seja infectado com bactérias. Vale destacar que o produto não fica com mau cheiro.

Primeiro uso

Para colocá-lo na vagina, você pode ficar sentada, deitada ou mesmo apoiada no vaso sanitário. Cada mulher encontra uma forma mais fácil e confortável. Se quiser, use uma pequena quantidade de lubrificante para auxiliar a colocação. Depois, caminhe um pouco e observe se há algum tipo de desconforto ou incômodo nas horas seguintes.

Em mulheres com fluxo muito intenso podem ocorrer vazamentos devido à incompatibilidade com o tamanho do coletor. O mais indicado é testá-lo em casa, para o caso de imprevistos como esse. Outra dica é fazer a retirada em menos tempo nas primeiras vezes, para esvaziar o copinho antes que o conteúdo vaze e entender a frequência que será mais adequada para você.

Se necessário, utilize um absorvente comum no dia do teste, para evitar sujar a roupa caso ocorra algum vazamento. Após o uso, basta retirar, lavar e armazenar o coletor conforme as orientações.

Ainda não conhece a PROTESTE? Clique aqui e entenda como ajudamos o consumidor a defender seus direitos.