Higiene básica pode prevenir transmissão do coronavírus

Higiene básica pode prevenir transmissão do coronavírus

Cuidados como lavar as mãos e utilizar álcool gel 70% são fundamentais para impedir que o vírus seja transmitido

Com o avanço do número de casos de coronavírus no Brasil, o Ministério da Saúde reforçou as recomendações de ações para prevenção à transmissão da doença. Algumas medidas básicas de higiene são fundamentais para evitar a proliferação do vírus. 

Entre as mais eficientes, está o hábito de lavar as mãos corretamente com água e sabão, incluindo os dedos, sem esquecer do polegar, unhas, punho, palma e dorso, além do antebraço. De preferência, devem ser utilizadas toalhas de papel para secá-los.

De acordo com a especialista em saúde e alimentação da PROTESTE, Bárbara Guerra, o álcool gel 70% também é um grande aliado na luta contra a doença e deve ser usado regularmente. “O produto pode e deve ser utilizado inclusive para limpeza de objetos como telefones, teclados, cadeiras, maçanetas, e outros que passem por contato constante”, afirma.

Já para a limpeza doméstica recomenda-se a utilização dos produtos usuais. Se possível, dê preferência para o uso da água sanitária (em uma solução de uma parte de água sanitária para nove partes de água) para desinfetar superfícies. Confira outras medidas recomendadas pelo Ministério da Saúde:

  • Idosos e pessoas que possuem doenças crônicas como diabetes e hipertensão fazem parte do grupo de risco, por isso devem evitar sair de casa. 
  • Em caso de tosse ou espirro, cubra o nariz e a boca com um lenço de papel e jogue imediatamente no lixo.
  • Caso não tenha lenço de papel disponível ao tossir e espirrar, use o braço dobrado (e não as mãos) para cobrir o nariz e a boca. 
  • Evite tocar olhos, nariz e boca sem que as mãos estejam limpas.
  • Utilize detergentes próprios para a higienização das louças e roupas. É importante separar peças e roupas de cama de pessoas infectadas para que seja feita a higienização à parte. Caso não haja a possibilidade de fazer a lavagem dessas roupas imediatamente, a recomendação é que elas sejam armazenadas em sacos de lixo plástico até que seja possível lavar.
  • Não é necessário usar máscaras faciais descartáveis, a não ser que seja profissional da saúde, cuidador de idosos, mãe que está amamentando, tenha sido diagnosticado com o coronavírus ou esteja com sintomas compatíveis com os da doença.
  • Se for possível, certifique-se de ter em suas residências medicamentos para dor e redução da febre (como paracetamol), além de medicamentos de uso contínuo. Não é recomendado o uso de Ibuprofeno, nem de anti-inflamatórios.
  • Evite cumprimentar as pessoas com aperto de mão, beijo ou abraço.
  • Lembre-se de também higienizar o celular. Isso pode ser feito com um lenço umedecido contendo álcool gel 70%.
  • Evite comer na rua. Em qualquer ocasião, lembre-se de higienizar as mãos com álcool gel 70% ou água e sabão antes e depois de pegar a comida.
  • Procure evitar os horários de pico nos transportes públicos. Se não for possível, evite tocar nos mastros e corrimões. Também é importante higienizar as mãos assim que sair do ônibus ou trem.
  • O ideal é evitar o uso de objetos pessoais, como anéis, brincos, pulseiras, colares e relógios. Se optar por mantê-los, lembre-se de higienizá-los com frequência. Os óculos de grau também devem ser lavados com água e sabão constantemente. 

Ainda não conhece a PROTESTE? Clique aqui e entenda como ajudamos o consumidor a defender seus direitos.