Como evitar que os sintomas da depressão voltem

Como evitar que os sintomas da depressão voltem

Muitas vezes, mesmo após o tratamento e ao sentirem que os sintomas melhoraram, os pacientes têm medo de que a depressão volte a se manifestar

A depressão é uma doença grave e que exige cuidados e atenção. Muitas vezes, mesmo após o tratamento e ao sentirem que os sintomas melhoraram, os pacientes sentem medo de que a depressão volte a se manifestar. Estamos justamente no mês do combate ao suicídio, conhecido como Setembro Amarelo. O ato de tirar a própria vida é um dos resultados mais graves da depressão.

Diante do receio de os sintomas da depressão voltarem, muitos evitam parar de tomar os medicamentos e não sabem como lidar com essa sensação. Assim, fica o questionamento: como conviver com o medo da depressão voltar?

O que é a depressão e como tratá-la?

A depressão é um transtorno episódico e autolimitado. Desse modo, o tratamento costuma ser medicamentoso. Além disso, é necessário adotar uma mudanças de hábitos e psicoterapia. Normalmente, com todas essas medidas, a depressão permanece por alguns meses, até que os sintomas melhores. No entanto, é esperado que haja uma resposta em cerca de seis semanas.

depressão e como tratá-la

De acordo com o psiquiatra Luis Guilherme Labinas, cerca de 30% das pessoas podem apresentar recorrência do quadro clínico depois de meses ou anos do seu tratamento. São as chamadas depressões recorrentes.

Alguns fatores podem contribuir para esse quadro, como uso de álcool ou drogas, já ter tido um quadro depressivo prévio, familiares de primeiro grau com história de depressão, violência doméstica atual ou pregressa, violência física ou abuso sexual, relações interpessoais frágeis e problemas conjugais.

Além disso, questões neurobiológicas também podem ser responsáveis pela depressão. Alterações em neurotransmissores (como serotonina, noradrenalina, dopamina) e desregulação de alguns hormônios como cortisol, podem gerar essas quadros mais recorrentes. São características inerentes ao organismo da pessoa e são imutáveis.

Porém, os outros componentes mutáveis que podem ser trabalhados para evitar ou diminuir a chance de apresentar novos episódios depressivos.

Como evitar novas crises de depressão?

A terapia ajuda muito nesse processo. Em parte porque o paciente aprende a lidar com o medo de outros episódios, a viver com mais equilíbrio, sabendo reconhecer gatilhos que a deixam mal.Além disso, a psicoterapia trabalha traumas do passado, como violência sexual, doméstica e física. É com a terapia que a pessoa reconhece os relacionamentos interpessoais negativos, inclusive conjugais. Desse modo, é possível trabalhar para se fortalecer perante o outro e construir relações saudáveis e equilibradas.

afastam os sintomas da depressão
Hábitos que afastam os sintomas da depressão

Também é essencial praticar atividade física como uma forma de manter equilíbrio, já que o exercício é responsável pela produção endógena de neurotransmissores do prazer. Por isso, quem pratica atividades físicas tem menores chances de voltar a ter uma depressão. Associada a isso, devem ser mantidas dietas equilibradas, que contenham vitamina B12, ácido fólico e ômega 3.Outras terapias alternativas como o mindfulness, a meditação, acupuntura e técnicas de relaxamento também são importantes. Muitas pessoas buscam apoio na fé e na religião, que também são grandes protetores para eventos psiquiátricos.Buscar relacionamentos saudáveis, autoconhecimento e entender que frustrações são parte da vida são formas de afastar o risco de a depressão voltar. Além disso, é importante passar a dimensionar seus hábitos, atitudes e pensamentos para uma visão mais positiva. Estas são formas que apoiam muito no desenvolvimento de uma vida com menor probabilidade de desenvolver a depressão.