Benefícios da cebola: é verdade que pode reduzir o risco de câncer?

Benefícios da cebola: é verdade que pode reduzir o risco de câncer?

Estudos revelam os potenciais benefícios da cebola, incluindo a redução do risco de câncer e melhorias na saúde cardiovascular

A cebola, um vegetal comum em muitas culinárias, está associada a uma variedade de benefícios à saúde, incluindo a possível redução do risco de câncer. Estudos indicaram que o consumo regular de alho e cebola pode diminuir as chances de câncer de estômago em 22% e o risco de câncer colorretal em 15%.

Pesquisas em tubos de ensaio sugerem que certas substâncias encontradas na cebola podem retardar ou impedir a disseminação de câncer de pulmão e ovário, embora mais estudos sejam necessários para confirmar esses efeitos benéficos.

Acredita-se que os antioxidantes e o enxofre presentes na cebola desempenhem um papel na proteção contra mutações celulares e no retardamento do crescimento de tumores. O flavonoide quercetina, encontrado na cebola, está associado a um menor risco de câncer e doenças cardíacas, além de ter propriedades antioxidantes que podem neutralizar radicais livres nocivos no corpo.

Estudos recentes publicados em revistas científicas como Frontiers in Immunology e Frontiers in Cardiovascular Medicine destacaram os potenciais benefícios da quercetina encontrada na cebola, incluindo proteção contra vários tipos de câncer e benefícios cardiovasculares, como redução da pressão arterial e proteção do coração.

Os benefícios para a saúde da cebola podem variar dependendo do tipo e do método de preparo. As cebolas vermelhas tendem a conter mais quercetina do que as brancas, e o cozimento pode reduzir os níveis dessa substância. Consumir cebolas cruas, como em saladas, pode ser uma maneira eficaz de obter os benefícios máximos para a saúde. As informações são do Catraca Livre.